Aaah, os anos 90 – parte 2

Dando continuidade à nostalgia, agora desenterrei alguns vídeos do Helmet:

Unsung

Biscuit for Smut

Milquetoast

Wilma’s Rainbow

Aaah, os anos 90…

Sabe lá Deus por que eu desenterrei esse vídeo da Rollins Band, pode ser nostalgia. Engraçado, ver o Henry Rollins bombadão assim me faz pensar que se o Trent Reznor continuasse malhando do jeito que estava ia ficar igual ao HR…TR, HR, heim, heim!

A night of good music at last!

interpol_blog1.jpg

Dia 11/03, última terça-feira, marcou o início de bons shows em 2008. E este ano começou cedo! Estamos acostumados a esperar pelo segundo semestre para gastar quantias indecentes de dinheiro para apreciar ótimos espetáculos de artistas internacionais (não querendo menosprezar os nacionais).

Não incluo o show do Bob Dylan aqui, ingressos a preços absurdos, falta de interatividade ou pelo demonstrar estar se divertindo reinaram aqui. Mesmo que o artista em questão seja O Bob Dylan.

Voltando ao assunto do post, tivemos nesta última terça-feira o show dos nova-iorquinos do Interpol em São Paulo. A noite de chuva me pareceu perfeita para a apresentação.

Via Funchal lotado, a banda abre o show com “Pioneer to the falls”, do último disco, Our Love to Admire e fiquei completamente arrepiada. Todos pareciam saber a letra toda da música e cantaram junto com o vocalista Paul Banks. Percebendo o quanto são conhecidos e admirados, o guitarrista Daniel Kessler abre um sorriso e toca com empolgação, aliás, é o membro mais agitado da banda. Se aproximava do público tocando na beira do palco.

Apesar de terem fama de frios e não demonstrar emoções ao público, o Interpol quebrou o protocolo naquela noite. Começando com o já citado guitarrista e contagiando Banks, que deu sinais de grande satisfação em saber o quanto são admirados num país que nunca haviam visitado antes. Agradeceu várias vezes e elogiou a recepção calorosa dos paulistanos e sua cidade.

O baixista Carlos D continuou blasé, sem seu bigode, mas com uma mecha branca nos cabelos. Classudo, fumava enquanto tocava e a fumaça fazia um belo contraste com as luzes do palco (os anti-tabagistas que me perdoem, mas estava esteticamente bonito).

Não vou fazer uma resenha aqui, estes foram só os meus pontos altos da noite. Do jeito que foi, acho que no radiohead eu vou chorar, sei lá…

F*** Ben Affleck

Honk if you’re f***ing Ben Affleck.

Vodpod videos no longer available. from favoritos.wordpress. posted with vodpod

Rock in…Rio?

Depois do Rock in Rio – Lisboa, agora é a vez de Rock in Rio – Madri. Qual será a próxima?

a-) Rock in Rio – Roma
b-) Rock in Rio – Kosovo
c-) Rock in Rio – Tokyo
d-) Rock in Rio – São Paulo

Rock in Rio que é bom mesmo, necas.

Um tiro que saiu pela culatra

A notícia de que uma pesquisa no Google associa o nome da cantora Preta Gil à expressão ‘atriz gorda’ saiu primeiro no Kibe Loco e gerou grande repercussão, o que revoltou a vítima da infeliz associação. “É ridículo, é ridículo. Quando você busca ‘atriz gorda’ não aparece nada com meu nome. Mas depois vem essa sugestão”, afirmou a cantora ao G1 (leia aqui na íntegra a notícia).

Antes realmente não aparecia nada no resultado da busca com o nome de Preta Gil, somente a sugestão do Google. Só que agora, com todos os jornais e blogs falando sobre o assunto, olha como ficou o Google:

google_funny.jpg

Preciso dizer mais?

Wow…

Pago um pau pra Annie Leibovitz.

  • RSS Last FM

    • An error has occurred; the feed is probably down. Try again later.
  • RSS DIGG

    • An error has occurred; the feed is probably down. Try again later.